treinar-com-dor-muscular
Categories:

Pode treinar com dor muscular ou melhor esperar?

Quem está iniciando uma rotina de treinos pode estranhar a dorzinha que acompanha o exercício. E, em alguns casos, a dor até permanece por algumas horas ou dias. A dor muscular é bem comum. Isso porque ao fazer os movimentos você estimula o músculo e faz parte do processo sentir algo diferente. A pergunta que fica é: se posso treinar com dor muscular? Afinal, mesmo no dia seguinte a dor pode continuar. Então, neste post vamos falar um pouco mais sobre treinar com dor muscular. Descubra se pode ou não pode se exercitar nessas condições.

Ao treinar com mais carga do que o normal ou tentar um novo tipo treino é quase certo que depois que a malhação terminar você vai sentir uma dorzinha. Isso porque ao estimular o músculo de formar diferentes, se geram microlesões musculares.

Mas, calma não há motivos para se preocupar! Isso é perfeitamente normal e esperado quando se faz atividade física.E a melhor parte é que justamento no processo de recuperação dessas microlesões é que os músculos ficam mais fortes e resistentes. Ou seja, essas lesões estimulam a evolução muscular em um processo de fortalecimento.

Dessa forma, é normal ter um pouco de dor ao tentar algo novo ou ao aumentar a quantidade de carga na musculação. Por isso, também é normal pintar a dúvida se é ok ir treinar mesmo com essas dores musculares.

Não há nenhuma resposta totalmente afirmativa para essa pergunta. Afinal, vai depender muito das condições físicas e de saúde de cada pessoa. Porém, há algumas dicas que ajudam a entender melhor se vale a pena ir treinar ou se é melhor não. Veja como saber se pode treinar com dor muscular:

Conheça seu corpo muito bem

Antes de tomar essa decisão, você vai precisar conhecer bem seu corpo. E até mesmo aprender a ouví-lo, de certa forma. Então, se você perceber que está indisposto ou extremamente cansado, vale a pena dar uma pausa. Afinal, o treino nem vai ser tão proveitoso se você não conseguir dar seu melhor.

Por isso, é importante se conhecer bem para fazer uma leitura de quanta dor você está sentindo, se é mesmo dor ou se é mais cansaço. Também, se é uma dor mais local no músculo mesmo ou algum outro tipo de dor. Esse autoconhecimento é muito importante para decidir se vale a pena ou não ir treinar no dia seguinte de um treino pesado que deu um pouco de dor.

Pode treinar com dor muscular? Depende do nível da dor

Antes de treinar entenda qual é o nível de dor que você está sentindo. Se for muito intensa, é melhor dar uma pausa. Isso porque treinar com dores muito fortes pode ser perigoso em vários sentidos. O principal deles é que há um risco de se lesionar.

Então, tente perceber. Se for uma dor mais local nas partes que ficaram mais sobrecarregadas durante o treino anterior, tudo bem treinar. Mas, se a dor for muito intensa e refletir em outras partes, não arrisque. Faça uma pausa e se preserve. Com certeza seu rendimento será melhor quando você estiver sem dor.

Cuidado com as lesões

Por fim, é muito importante conhecer seu corpo e entender qual é o nível de dor que está sentido para evitar o risco de lesões. Isso porque forçar a barra e treinar com o corpo muito dolorido pode aumentar os riscos de lesão.

E, para quem busca constância e ritmo nos treinos, não é nada bom se lesionar. Até porque estando com lesão, provalvelmente, você precisará ficar mais tempo longe dos exercícios. Então, a ideia é usar o autoconhecimento ao seu favor para decidir se vale ou não a pena treinar com dor muscular.

Leia também: Saiba tudo sobre liberação miofascial com rolo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *